SP Alimentação tem contrato em Diadema

03.03.09

Permalink 11:20:45, por Wilson, 388 palavras, 277 views   Portuguese (BR)
Categorias: Geral

SP Alimentação tem contrato em Diadema

Elaine Granconato - Alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual) que apura suposto esquema de formação de cartel e fraude em licitações com pagamento de propina na Capital e em 12 cidades do Estado (incluindo Mauá), a SP Alimentação e Serviços mantém contrato com a Prefeitura de Diadema para fornecimento de merenda. A rede municipal é formada por 34 escolas que atendem 22 mil alunos.
Embora empresa e Prefeitura confirmem o contrato - assinado em 2003, durante gestão do ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) -, os valores informados são divergentes.
Segundo a SP Alimentação, o valor anual é de R$ 3,7 milhões. Já a administração informou ser de R$ 5.252.177,76 por ano. Uma diferença de R$ 1,5 milhão. Estão inclusos mão de obra, alimentos, limpeza, manutenção de equipamentos e transporte.
O processo de licitação foi realizado em 2002, por meio de concorrência pública, segundo a empresa. A Prefeitura informou que, em 2008, "iniciou-se a elaboração de novo edital, o que não se consolidou até o vencimento do antigo contrato". Dessa forma, a administração "prorrogou o acordo, porque a situação implicaria em interrupção do serviço público".
A SP Alimentação, fundada há 11 anos e com cerca de 5.000 funcionários, tem sede na Capital e está espalhada por todo o País, inclusive em Diadema, onde possui unidade no bairro Serraria. Ali, segundo a empresa, trabalham 151 funcionários. A reportagem do Diário esteve ontem no local.
Cartel - Desde meados de 2008, o promotor Sílvio Antonio Marques, que já atuou na Comarca de Diadema e hoje integra a Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de São Paulo, instaurou inquérito civil para apurar a possível formação de cartel por dez empresas que exploram a terceirização da merenda escolar na Capital. De acordo com Marques, as investigações apontam superfaturamento e pagamento de propinas na realização dos contratos. Das dez empresas investigadas, seis fornecem diariamente R$ 1,2 milhão de refeições para a rede pública de ensino da Prefeitura de São Paulo, entre elas, a SP Alimentação. O custo é de R$ 200 milhões por ano.

http://politica.dgabc.com.br/default.asp?pt=secao&pg=detalhe&c=8&id=5731007

Pingbacks:

Sem Pingbacks para esse post ainda...

DIADEMA EM NOTÍCIA

Mantido pela Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Diadema, "Diadema em Notícia" contém um resumo das principais notícias de interesse do Legislativo publicadas pela Imprensa.

Outubro 2014
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31  

Pesquisar

Categorias

Arquivos

Misc

XML Feeds

What is RSS?

Who's Online?

  • Guest Users: 13

powered by
b2evolution